Notícias de pedofilia com certa frequência envolvem líderes religiosos. Parece contraditório, já que líderes religiosos deveriam zel...

Pedofilia e religião. Porque andam juntas?







Notícias de pedofilia com certa frequência envolvem líderes religiosos. Parece contraditório, já que líderes religiosos deveriam zelar pela família e não maculá-la com tamanha hediondez. Alguém arriscaria uma explicação? Eu acuso o falso moralismo religioso!

A Bíblia fala abertamente do sexo, sua bênção e necessidade na vida das pessoas. Mas, ao contrário disto, estamos repletos de falsos moralistas que se auto impõem doutrinas de homens em nome de uma falsa "pureza sexual". Daí a corda arrebenta fazendo surgir diversas patologias mentais, entre elas a pedofilia. Vários profissionais da medicina têm classificado a pedofilia como uma enfermidade pontual, diferenciando-os daqueles que simplesmente abusam de uma criança sem motivos patológicos - denominando-os apenas de abusadores. Indiferentemente dos rótulos que as associações médicas queiram dar, este mal cresce em meio a hipocrisia religiosa.

A libido é uma força muito poderosa, e canal de bênção para o ser humano. Bênção na saúde física, mental e emocional. Não há como ludibriar essa força da natureza. Deus nunca pediu isto. Ele nos criou assim. Quando se tenta barrar o senso sexual, é como uma barragem mal feita, que mais cedo ou mais tarde vai estourar. Isto causa uma inundação imoral levando uma pessoa, que antes fez votos pelo bem da família e da vida, agora atentar inescrupulosamente contra uma criança. 

Justamente por isto temos o conselho de Paulo: 

"Convém, pois, que o bispo seja irrepreensível, marido de uma mulher, vigilante, sóbrio, honesto, hospitaleiro, apto para ensinar;" (1 Tm 3.2)

 A Bíblia eleva o relacionamento sexual sadio a uma posição de honra: 

“Digno de honra seja o casamento entre todas as testemunhas, bem como a pureza do leito conjugal; porquanto, Deus julgará os imorais e adúlteros.” (Hb 13.4)

O romantismo de Cântico dos Cânticos por si só já bastaria para entendermos o plano de Deus para o homem e sua mulher. A ideia da impureza do ato sexual é medieval e inquisitória. Sexo com pessoa adulta em comum acordo dentro de um casamento é normalíssimo. 

Mas quando isto não fica claro na cabeça do indivíduo, ele se torna reprimido sexualmente. Talvez demore anos, mas um dia sua barragem moral começa apresentar trincos em razão da grande pressão sofrida. Que trincos são estes? São aquelas pessoas que só tem vida sexual virtual. (pornografia, sites de relacionamento, “nudes”...) Para passar do virtual para o real precisam apenas da ponte da oportunidade. E crianças geralmente estão mais acessíveis. A pessoa não é capaz de construir um relacionamento sadio com um adulto - daí a sua sombra monstruosa vai cobrir uma inocente criança, oportunamente. 

Por isto, qualquer pessoa ou instituição que ensina como se fosse doutrina - uma falsa “moralidade sexual”, além do que Deus pede na Bíblia não é digno da minha confiança. 

O catolicismo romano e seus celibatários têm uma incidência alta de pedofilia. As tradições extrabíblicas e outras até antibíblicas expõem o clero, leigos e a própria sociedade às parafilias doentias, e por fim à consumação do abuso infantil.

No entanto não podemos nos enganar achando que a pedofilia é um crime exclusivo dos padres do catolicismo romano. Ela é uma epidemia que permeia todos os meios sociais. Assim como há representantes do clero romano - cerca de 1% deles segundo algumas estatísticas - também há pastores, professores, médicos, psicólogos, pais, padrastos, e em qualquer área nas quais o contato com crianças é facilitado. Existem pesquisas no Brasil e no exterior de que 90% dos casos de pedofilia são dentro de casa, e 70% são praticados por pais e padrastos. A maioria dos casos são abafados pela própria família. Portanto, encontramos aí motivo para oração e vigilância em nossos lares.

Não podemos negar que algumas pessoas tenham essa vocação de se manterem solteiras em prol de um objetivo, como Paulo. Mas quando a instituição impõe "ex catedra" o celibato, está causando grandes males aos seus próprios seguidores. Mas apesar de o celibato dos sacerdotes católicos ser um falso moralismo religioso, não é a exclusiva razão da pedofilia.  Casados ou solteiros que se entregam à auto repressão sexual - fomentada por falso moralismo sexual - são potenciais pedófilos. Por isto, não somente o romanismo, mas diversas igrejas cristãs têm sofrido revezes e escândalos com a pedofilia. Se de um lado falsos pastores abrem novos "CNPJs de igrejas" em outro lugar distante onde ninguém conhece o "enviado de deus", também o catolicismo transfere seus sacerdotes de região, e nem a imprensa, grande ou pequena, reporta isto ao povo. Normalmente os falsários que abrem "igrejas" sem respaldo legítimo se autodenominam de evangélicos, e não de católicos. Sabem que terão maior credibilidade se plagiarem a igreja evangélica, pela pulverização e liberdade de denominações. Para a família que deseja estar protegida dos falsos pregadores, não custa verificar em que convenção está filiada tal denominação. Todo homem de Deus precisa de um líder - o bom líder é sempre um bom liderado. Portanto, é um mal presságio se a igreja local não tem filiação fraterna com nenhuma ordem, convenção, concílio ou assembleia superior.

Este artigo serve para alertar sobre um perigo latente em nossa sociedade. Precisamos ressaltar a simplicidade do Evangelho de Cristo e rechaçar esse estilo de vida reprimido e fanático. Não obstante, estas misérias humanas jamais poderão manchar o bom nome de Cristo. Não sejamos ingênuos, o Evangelho de Jesus é simples e puro, sem adendos, sem dogmas humanos, sem penduricalhos e continua transformando a história das pessoas que o aceitam como - Único Senhor e Suficiente Salvador. Eu e a minha casa serviremos ao Senhor! (Js 24.15)

Princípios de Honra - Adriano Alves - Missão Editorial

Deus criou princípios que funcionam para nossa vida e família. Entenda o que a Bíblia ensina sobre a administração do tempo e dinheiro. Esteja em guarda na batalha que ocorre todos os dias no mundo espiritual. Viva sob a perspectiva de um plano superior que Deus projetou para sua  eternidade. Versão e-book - 58 páginas - por apenas R$3,90.

 VER PRODUTO 



Para versão impressa basta enviar mensagem via whats app (43) 99639-0146 (R$20,00 por exemplar) FRETE GRÁTIS