Se temos um Deus Todo Poderoso, como explicar o sofrimento. Se Deus pode fazer qualquer coisa, porque permite a existência do mal? ...

Porque Deus não criou um mundo sem o mal?


Se temos um Deus Todo Poderoso, como explicar o sofrimento. Se Deus pode fazer qualquer coisa, porque permite a existência do mal?

Deus escolheu criar seres humanos com livre-arbítrio, portanto a existência do pecado, do mal e do sofrimento dependia do homem e não de Deus. Logicamente Deus sabia das escolhas humanas, mas ao pesar na balança, concluiu que valeria mais criar você, eu e toda humanidade com liberdade de consciência e personalidade, do que criar bonecos fantoches pré-programados.

Então foi Deus quem criou o mal? De maneira nenhuma! O mal é uma possibilidade dentro da liberdade. Existem algumas coisas que Deus não pode fazer, justamente por ser o Todo Poderoso: - Deus não pode fazer um quadrado redondo, não pode criar uma cor sem cor, não pode ver outro Deus, não pode cometer erros... Portanto mesmo o Deus Todo Poderoso não pode criar um mundo com liberdade sem a possibilidade de pecar. Uma coisa anula a outra. Portanto Deus criou à possibilidade do mal. A fonte do mal é a escolha humana.

Alguém ainda pode estar palpitando: - Não seria melhor então Deus escolher fazer um mundo sem liberdade? Pelo menos não existiria sofrimento. Isto parece a história do indivíduo que matou o cachorro para erradicar os carrapatos. Um mundo sem liberdade seria um mundo sem humanos. E também sem amor, já que o amor deve envolver uma escolha - e escolher envolve liberdade. Inclusive liberdade de odiar. Se não houver liberdade para odiar, o amor também passa a não existir. Deus odeia o mal mais do que você mesmo, mas escolheu amar você e toda a humanidade, antes mesmo da fundação do mundo, antes de criar o ser humano.

Nesta questão, sobram acusações ao Deus Onisciente. Perguntam: - Se Deus é inteiramente sábio, conhece o passado e o futuro. Está em todos os lugares, como permite tragédias em nossa vida? Deus vê o bem maior que teremos no futuro, se passarmos pelas aflições presentes. A pior coisa que já aconteceu na história do mundo, se tornou a melhor coisa que aconteceu na história do mundo. Falo do Deicídio, quando o Diabo pensou finalmente ter triunfado sobre o filho de Deus. Jesus agonizava e morria pregado a uma cruz como o mais vil de todos os homens. Ninguém poderia ver como uma coisa boa poderia resultar daquela tragédia. Mas Deus viu o resultado: A abertura dos céus aos seres humanos. Se aconteceu lá, pode acontecer em qualquer lugar, inclusive em nossa vida. Na cruz, agora podendo ver a obra completa, Deus levanta a cortina e nos deixa ver nitidamente. Mas no momento da angústia ele simplesmente diz: - Confie em Mim.

A Sabedoria de Deus não nos proveu uma vida como uma Fórmula Científica. Numa fórmula científica, já sabemos o resultado final. Imagina que monotonia seria viver assim. Portanto, Deus na sua Onisciência preserva para nós a dramaticidade de nossa vida, com todas as suas emoções. Nem sempre ser bom é ser gentil, que nos digam os dentistas, treinadores de esportes, professores e pais.
Deus, apesar de não ter criado o mal, entra em nossa história, para nos salvar do mal. Porque Deus amou o mundo de tal maneira, que deu seu Filho Unigênito para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. João 3.16

BIBLIOGRAFIA:
Sete Respostas Sobre a Existência de Deus - Missão Editorial - Adriano Alves
Em Defesa da Fé - Vida - Lee Strobel
Pontos Difíceis de Entender - CPADAntônio Mesquita

7 Respostas Sobre a Existência de Deus - Adriano Alves - Missão Editorial

Se Deus existe, porque não podemos vê-lo? Se Deus é bom, porque permite o mal e o sofrimento? E como explicar o inferno? A Bíblia merece confiança? Posso interpretar a Bíblia do meu jeito? Estas e outras questões são abordadas nesta obra de forma concisa e dinâmica. Versão e-book - 62 páginas - por apenas R$3,90.

VER PRODUTO