Os romanos inventaram um ditado usado até hoje: “-Vox populi vox Dei”. Que é “-Voz do povo voz de Deus”. Querem dizer que a opinião da maio...

Quando a Maioria Chama o Mal de Bem e o Bem de Mal

Os romanos inventaram um ditado usado até hoje: “-Vox populi vox Dei”. Que é “-Voz do povo voz de Deus”. Querem dizer que a opinião da maioria é a opinião da razão. As pessoas são influenciadas pela maioria na maneira de agir nos negócios, na política, na família, na sexualidade, na fé, na maneira de falar entre outros aspectos. Consideram um privilégio fazer parte da maioria, já que acham que tudo o que é aprovado pela maioria é certo. No entanto Deus tem compromisso com quem tem compromisso com ele, ainda que seja a minoria, mas a minoria fiel.

Não podemos aceitar de maneira implícita algumas posições que a sociedade defende. O que a Bíblia diz que é “mal”, não pode ser aceito como “bem”. (Is 5.20).

Porque não podemos simplesmente pensar como a maioria pensa?

Por que a Palavra de Deus não é negociável.

Há um grande esforço desta geração no afã de confundir as normas morais.
Mas quando uma pessoa cultiva intimidade com o Espírito de Deus, tem seu coração sincronizado com Deus. É muito fácil condenar os pecados óbvios, porque todo mundo já os condena. Mas quem ama os caminhos de Deus odeia o mal em todas as suas formas, não só os pecados óbvios, mas também os que a sociedade aceita. Logo amar a Deus é odiar o que Deus odeia.

Em Sl 97.10 está escrito: “-Vós que amais ao SENHOR, aborrecei o mal”. Mesmo vivendo em uma cultura secular, não podemos aceitar tacitamente algumas posições que a sociedade defende. O que a Bíblia diz que é “mal”, não pode ser aceito como “bem”. “-Ai dos que ao mal chamam bem e ao bem, mal! Que fazem da escuridade luz, e da luz, escuridade, e fazem do amargo doce, e do doce, amargo”! (Is 5.20). 

Nosso padrão ético não pode ter preço. Logo a voz do povo não é a voz de Deus. Ser influenciado pela maioria é como ser guiado por um cego. Disse Jesus: “-Um cego guiando outro cego, ambos cairão no abismo”. (Mt 15.14).