A Arca da Aliança ficou cerca de setenta anos na casa de Abinadabe. Sabe o que aconteceu lá? Nada! A Bíblia se cala. Depois disto ficou...

Porque algumas pessoas passam a vida na igreja e continuam vivendo de fracassos e frustrações?




A Arca da Aliança ficou cerca de setenta anos na casa de Abinadabe. Sabe o que aconteceu lá? Nada! A Bíblia se cala. Depois disto ficou três meses na casa de Obede-Edom, e houve uma revolução na sua vida em todas as áreas. Porque algumas pessoas passam a vida na igreja mas continuam em fracasso e frustrações? Enquanto outros receberam a fé à pouco tempo e já estão colhendo frutos abundantes – prosperando em sua vida cristã. Inferimos nas entrelinhas desta história que a família de Abinadabe não passava de meros religiosos. Da mesma forma, têm muitas pessoas que se sentem donos de igrejas, cargos, títulos ou ministérios. Alguém até diz:

-“Antes de este pastor chegar eu já estava aqui. Eu sei até onde está enterrada a pedra fundamental deste templo...”.

Mas na vida do religioso o Evangelho não funciona nunca. É sempre a mesma coisa. Sem vida. Sem milagre. Sem poder. Sem unção. Porque o Evangelho não é por mérito, mas pela graça.

“Devido à Sua bondade é que vocês foram salvos, mediante a confiança em Cristo e até a própria fé em Jesus não vem de vocês mesmos; é uma dádiva de Deus também”.
“A salvação não é uma recompensa pelo bem que fizemos, portanto nenhum de nós pode obter qualquer mérito por isto”.
“Foi o próprio Deus quem fez de nós o que somos e nos deu uma vida nova da parte de Cristo Jesus; e muitos séculos atrás, Ele planejou que gastássemos essa vida em auxiliar aos outros”.
 (Ef 2.8-10  – Bíblia Viva)

Abinadabe não sente a presença, não adora, não dá glória. Abinadabe na igreja representa os observadores. Sempre mornos. Expectadores. Assistem mas não se envolvem. A “Presença” não lhes comove. 

Nem mesmo aos próprios filhos Abinadabe ensinou o valor da “Presença”. Uzá, um filho de Abinadabe demonstrou seu desprezo e zombaria e morreu diante de todos ao tocar na Arca. A primeira escola de nossa existência é em casa. Se não aprendermos em casa vamos aprender na vida. E a escola da vida é cruel.

Hoje as crianças aprendem com os pais a dormir no Facebook e acordar no Whats App. Muitas vezes fazendo calúnias de irmãos. Assistem programações nojentas da tv aberta brasileira diante de suas crianças. Usam desenhos animados repletos de ocultismo como babás de seus filhos por horas à fio. Não inculcam a Palavra de Deus em seus próprios filhos - antes a cultura do inferno. Estão formando uma geração sem temor à “Presença”. Que esperar do futuro desta geração? 

Quando o filho de Abinadabe tocou irreverentemente na Arca, morreu ali mesmo, diante de todos, na estrada.
Então a Arca da Aliança foi para a casa de Obede-Edom:

Ficou a arca do SENHOR em casa de Obede-Edom, o geteu, três meses; e o SENHOR o abençoou e a toda a sua casa. (2 Sm 6.11)

Em breve, lançamento do livro: COMO SER UMA FAMÍLIA FELIZ – Lições na casa de Obede-Edom. Aguarde e se inscreva.